" Devemos tratar o próximo como ele nos trata."

Cara, essa frase pode até surtir efeito para alguém, mas eu não consigo acreditar que seria um ser humano melhor tratando o próximo de forma negativa, só porque em algum momento ele foi rude comigo. Não que eu seja a melhor, diferentona, santa. Longe de mim. Eu erro pra cacete. Mas não tem sentido doar o pior de mim, quando, na verdade, posso oferecer amor. Tá, eu sei que muitas vezes nos decepcionamos com as pessoas ao nosso redor, e isso costuma nos ferir intensamente. Surge aquela raiva, revolta,..., é normal. Porém, sabe aquela outra frase " conta até dez."? Foi uma das melhores partes da minha terapia. Talvez, o que nos falta é respirar fundo, contar até dez e refletir sobre tudo. Tentar entender o que estimulou aquela atitude e qual o melhor momento para tocar na ferida. Todos nós estamos vulneráveis aos erros e acertos. Erramos e entristecemos pessoas que amamos sim, involuntariamente ou não. Imagina se toda vez que errássemos, essas pessoas se afastassem de nós... seria esse o nosso fim? Para mim, não se deve aguçar punições quando o assunto é o nosso próximo. Se é necessário aguçar algo, que seja o respeito, a bandeira da paz, o amor sem recompensas. Devemos tratar e deixar o outro com o nosso melhor, e isso sim faz diferença. O que a pessoa fará, é problema dela. Fique bem, emane coisas boas, independente de ações recíprocas. Cultive o amor, não permita que ele entre em extinção. 

Um comentário:

  1. CIÇA: É isso, cultivar o amor! Creio que seja a razão da vida! Tenha um fim de semana excelente!! Beijos!

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião *-*