Fechando ciclos.


Por mais que aquilo tudo me machucasse, eu jamais seria capaz de arrancar do meu peito aquele sentimento tão confuso, tão profundo. Mas também não imaginei que ele, por si só, acabasse. É estranho falar de você e não sentir mais o coração palpitar com tanta rapidez. Também é estranho chegar perto e o corpo não tremer. Pela primeira vez parece que estamos nos distanciando. Mas não é aquele distanciamento comum, que volta e meia pegávamos fogo. Dessa vez a chama se apagou, feito chuva forte ao cair em brasas acessas numa noite de São João. Pela primeira vez não sinto ciúmes ao olhar suas fotos com outras pessoas. Já não me importa onde você está e o que tens feito nos últimos dias. O teu abraço que antes chamava de lar, hoje tanto faz visitar. Passou. E passou de verdade. Não quero te culpar por toda bagunça criada durante esses anos subentendidos, mas também seria hipocrisia demais jogar essa culpa no destino. Hoje, apesar de tudo, te desejo sorte e amor, muito amor. Mas não o meu. É que todo ciclo necessita ser fechado para iniciarmos um novo. Que assim seja... você de lá e eu daqui. Hoje não é um até breve, e sim um adeus. Acabou. Passou. Amém.

4 comentários:

  1. Aww, que amor! Eu me identifiquei muito com as palavras - afinal isso acontece muito. Gostei de verdade do texto, a tristeza, a beleza e as metáforas <3

    *:✧・゚{ Heart Full of Darkness }゚*:✧・

    ResponderExcluir
  2. Eu gostei muito do seu post, porque eu namoro um cara há 4 anos e parece que o relacionamento vai ter um ciclo fechado em breve... infelizmente. =/
    Beijos. ♥
    Diário da Lady

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pouxa, Leidi! Eu sinto muito, porém, te asseguro: tudo realmente passa.
      Segue o seu coração e fica em paz.

      Beijo doce.

      Excluir

Deixe sua opinião *-*